PUBLICIDADE

Alto do Rodrigues - Provocado pela bancada oposicionista na Câmara Municipal, o líder do executivo no Legislativo, vereador Zé Pedro (DEM), disse em seu pronunciamento na sessão ordinária ocorrida na quarta-feira, que o ex-prefeito Eider Medeiros assumiu a prefeitura em 2009 sem dívidas, e logo no primeiro ano de seu governo conseguiu a proeza de deixar um rombo nas contas do município de quase 3 milhões de reais, totalizando nos três primeiros anos um rombo nos cofres públicos de quase R$ 15 milhões.

O vereador também comentou sobre atos de improbidade administrativa que teriam sido praticados pelo ex-gestor, e mais uma vez cobrou explicações aos aliados do ex-prefeito na Câmara, os mesmos que participaram da gestão, aonde foram parar mais de R$ 1 milhão que foram destinados para serem aplicados na construção do saneamento básico do município durante a gestão passada, o que não aconteceu.

Discorrendo sobre temas atuais, Zé Pedro falou sobre a crise financeira que castiga os municípios brasileiros e da luta dos prefeitos para tentar melhorar a situação em razão da significativa queda na arrecadação. Ele citou como exemplos a cidade de Mossoró e o governo do Estado que estão enfrentando dificuldades com o acúmulo de dívidas e que também estão necessitando da antecipação de receitas para tocar a gestão;

 Assista o pronunciamento:

 

[Vídeo] Ex-prefeito deixou rombo nas contas de quase R$ 15 milhões nos três primeiros anos de mandato, diz vereador

Alto do Rodrigues - Provocado pela bancada oposicionista na Câmara Municipal, o líder do executivo no Legislativo, vereador Zé Pedro (DEM), disse em seu pronunciamento na sessão ordinária ocorrida na quarta-feira, que o ex-prefeito Eider Medeiros assumiu a prefeitura em 2009 sem dívidas, e logo no primeiro ano de seu governo conseguiu a proeza de deixar um rombo nas contas do município de quase 3 milhões de reais, totalizando nos três primeiros anos um rombo nos cofres públicos de quase R$ 15 milhões.

O vereador também comentou sobre atos de improbidade administrativa que teriam sido praticados pelo ex-gestor, e mais uma vez cobrou explicações aos aliados do ex-prefeito na Câmara, os mesmos que participaram da gestão, aonde foram parar mais de R$ 1 milhão que foram destinados para serem aplicados na construção do saneamento básico do município durante a gestão passada, o que não aconteceu.

Discorrendo sobre temas atuais, Zé Pedro falou sobre a crise financeira que castiga os municípios brasileiros e da luta dos prefeitos para tentar melhorar a situação em razão da significativa queda na arrecadação. Ele citou como exemplos a cidade de Mossoró e o governo do Estado que estão enfrentando dificuldades com o acúmulo de dívidas e que também estão necessitando da antecipação de receitas para tocar a gestão;

 Assista o pronunciamento:

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário