PUBLICIDADE

O cantor mossoroense Edy Lemos foi preso nesta quarta-feira ao desembarcar no aeroporto da cidade do Porto, em Portugal, suspeito de ter cometido crime de abuso sexual envolvendo três menores, caso ocorrido em 2012, segundo postagem feita pelo site Mossoró Hoje.

Segundo o jornal português “Correio da Manhã”, Edy Lemos foi levado para a cadeia de Custóias, onde ficará preso preventivamente. Ainda de acordo com a publicação, as menores que foram abusadas também são brasileiras e os crimes teriam sido praticados na zona do grande Porto.

O jornal destaca ainda que a polícia contastou que Edy Lemos usava sua profissão de músico para conhecer menores e pais, com a intenção de conseguir uma autorização para dar aulas e fazer as crianças de vítimas. Os abusos, segundo o noticiário português, muitas vezes era praticado na casa do próprio cantor.

O Correio da Manhã relata ainda que Edy Lemos já tinha antecedentes por abuso sexual de menores.

Em entrevista à imprensa mossoroense em 2012, quando retornou ao Brasil, Edy Lemos contou que sua ida para Portugal tinha sido viabilizada após participação no Programa do Chacrinha, em 1984.

Questionado pelo Jornal O Mossoroense sobre o que teria motivado a sua volta ao Brasil o cantor respondeu que a saudade da família o trouxe a Mossoró novamente.

“Eu estava me distanciando a cada dia, e na situação de retornar para cá, queria dar um crédito para que Mossoró me conhecesse e reconhecesse como artista, para que as novas gerações soubessem que Edmilson Lemos é Edy Lemos, e que recebeu disco de ouro, platino, conheceu 89 países”, justificou também.

Ao longo de sua estada no exterior, o autor da famosa composição "Conceição, Nome de Santa”, cantou com os grandes nomes da música internacional, como Kenny Roger, Marco Paulo, Dona Maria Rodrigues, considerada a maior cantora de Portugal.

Em Mossoró, após o seu retorno, ele chegou a gravar um CD e um DVD, além de ter participado de inúmeros eventos culturais.

Artista mossorense é preso em Portugal suspeito de ter cometido crime de abuso sexual

O cantor mossoroense Edy Lemos foi preso nesta quarta-feira ao desembarcar no aeroporto da cidade do Porto, em Portugal, suspeito de ter cometido crime de abuso sexual envolvendo três menores, caso ocorrido em 2012, segundo postagem feita pelo site Mossoró Hoje.

Segundo o jornal português “Correio da Manhã”, Edy Lemos foi levado para a cadeia de Custóias, onde ficará preso preventivamente. Ainda de acordo com a publicação, as menores que foram abusadas também são brasileiras e os crimes teriam sido praticados na zona do grande Porto.

O jornal destaca ainda que a polícia contastou que Edy Lemos usava sua profissão de músico para conhecer menores e pais, com a intenção de conseguir uma autorização para dar aulas e fazer as crianças de vítimas. Os abusos, segundo o noticiário português, muitas vezes era praticado na casa do próprio cantor.

O Correio da Manhã relata ainda que Edy Lemos já tinha antecedentes por abuso sexual de menores.

Em entrevista à imprensa mossoroense em 2012, quando retornou ao Brasil, Edy Lemos contou que sua ida para Portugal tinha sido viabilizada após participação no Programa do Chacrinha, em 1984.

Questionado pelo Jornal O Mossoroense sobre o que teria motivado a sua volta ao Brasil o cantor respondeu que a saudade da família o trouxe a Mossoró novamente.

“Eu estava me distanciando a cada dia, e na situação de retornar para cá, queria dar um crédito para que Mossoró me conhecesse e reconhecesse como artista, para que as novas gerações soubessem que Edmilson Lemos é Edy Lemos, e que recebeu disco de ouro, platino, conheceu 89 países”, justificou também.

Ao longo de sua estada no exterior, o autor da famosa composição "Conceição, Nome de Santa”, cantou com os grandes nomes da música internacional, como Kenny Roger, Marco Paulo, Dona Maria Rodrigues, considerada a maior cantora de Portugal.

Em Mossoró, após o seu retorno, ele chegou a gravar um CD e um DVD, além de ter participado de inúmeros eventos culturais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário