PUBLICIDADE



O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, apresentou no início da noite desta sexta-feira (20) juntamente com a equipe econômica do presidente Michel Temer, a proposta de meta fiscal com previsão de déficit de 170,5 bilhões de reais em 2016.

"Essa é uma meta realista", disse o ministro. "A receita estava superestimada." A previsão inicial da Lei Orçamentária Anual de 2016 era de receita de 1,077 trilhão de reais, número incompatível com a queda do Produto Interno Bruto (PIB), segundo Meirelles. Na revisão da meta, a receita terá queda real (descontada a inflação) de 4%.

Apesar da projeção de déficit este ano, o Orçamento anual fixou uma meta de superávit primário (economia para pagamento de juros da dívida pública) de 24 bilhões de reais. Para 2017, a meta fiscal ainda não foi definida.

Brasil terá déficit de R$ 170,5 bi este ano



O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, apresentou no início da noite desta sexta-feira (20) juntamente com a equipe econômica do presidente Michel Temer, a proposta de meta fiscal com previsão de déficit de 170,5 bilhões de reais em 2016.

"Essa é uma meta realista", disse o ministro. "A receita estava superestimada." A previsão inicial da Lei Orçamentária Anual de 2016 era de receita de 1,077 trilhão de reais, número incompatível com a queda do Produto Interno Bruto (PIB), segundo Meirelles. Na revisão da meta, a receita terá queda real (descontada a inflação) de 4%.

Apesar da projeção de déficit este ano, o Orçamento anual fixou uma meta de superávit primário (economia para pagamento de juros da dívida pública) de 24 bilhões de reais. Para 2017, a meta fiscal ainda não foi definida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário