PUBLICIDADE


Um motorista de ônibus foi agredido durante um assalto no conjunto Cidade Satélite, na Zona Sul de Natal. De acordo com o motorista, que conduzia um ônibus da linha Rocas-Pitimbu, os homens estavam usando uma arma de brinquedo. O fato aconteceu na noite desta segunda-feira (16). Ninguém foi preso.

Segundo o motorista, que preferiu não se identificar, a dupla pediu parada e anunciou o assalto. Agressivos, um dos suspeitos deu uma coronhada na testa do condutor. Foi neste momento que ele percebeu que a arma era feita de plástico.

“Eles quebraram esse negócio na minha cabeça. Quando ele bateu que a arma caiu, que eu vi no chão que era plástico eu disse: pessoal, calma! é de brincadeira, a arma é de brinquedo", contou.

Ainda de acordo com o motorista, quando a farsa foi descoberta, os homens tentaram fugir pela porta do ônibus. “Quando ele viu que eu já tinha descoberto que a arma não era de verdade, eles pularam a roleta e tentaram correr, mandando eu abrir a porta. Como eu não abri, eles quebraram o vidro da janela e pularam com o carro em movimento”, explicou.

Do G1RN

Com arma de brinquedo, motorista de ônibus é agredido em assalto no RN


Um motorista de ônibus foi agredido durante um assalto no conjunto Cidade Satélite, na Zona Sul de Natal. De acordo com o motorista, que conduzia um ônibus da linha Rocas-Pitimbu, os homens estavam usando uma arma de brinquedo. O fato aconteceu na noite desta segunda-feira (16). Ninguém foi preso.

Segundo o motorista, que preferiu não se identificar, a dupla pediu parada e anunciou o assalto. Agressivos, um dos suspeitos deu uma coronhada na testa do condutor. Foi neste momento que ele percebeu que a arma era feita de plástico.

“Eles quebraram esse negócio na minha cabeça. Quando ele bateu que a arma caiu, que eu vi no chão que era plástico eu disse: pessoal, calma! é de brincadeira, a arma é de brinquedo", contou.

Ainda de acordo com o motorista, quando a farsa foi descoberta, os homens tentaram fugir pela porta do ônibus. “Quando ele viu que eu já tinha descoberto que a arma não era de verdade, eles pularam a roleta e tentaram correr, mandando eu abrir a porta. Como eu não abri, eles quebraram o vidro da janela e pularam com o carro em movimento”, explicou.

Do G1RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário