PUBLICIDADE



A Petrobras informou nesta terça-feira que concluiu a venda de sua participação total na Petrobras Argentina, de 67,2%, para a Pampa Energía por 892 milhões de dólares. A empresa é avaliada em 1,327 bilhão de dólares.

Em comunicado, a Petrobras também afirmou que manterá o controle de 33,6% da concessão de Rio Neuquen -- áreas com potencial de produção de gás natural na Bacia Neuquina, na Argentina -- e de 100% dos campos de gás natural de Colpa Caranda, na Bolívia.

Ainda nesta terça-feira, a estatal também disse que conclui a venda de 100% da distribuidora de combustíveis Petrobras Chile para a empresa de private equity Southern Cross Group por aproximadamente 490 milhões de dólares.

A operações fazem parte do programa de desinvestimentos da Petrobras para 2015-2019, anunciado em junho de 2015, que prevê 130,3 bilhões de dólares em venda de ativos. A conclusão do plano está sujeita à deliberação e aprovação pela Diretoria Executiva e pelo Conselho de Administração da Petrobras, além de órgãos reguladores.

As vendas ajudam a Petrobras, que tem sofrido com os baixos preços do petróleo, baixas contábeis e investigações de corrupção, a cumprir sua meta de obter ao menos 14 bilhões de dólares com desinvestimentos neste ano para reduzir a dívida.

Fonte: Veja

Petrobras conclui venda de ativos na Argentina e no Chile



A Petrobras informou nesta terça-feira que concluiu a venda de sua participação total na Petrobras Argentina, de 67,2%, para a Pampa Energía por 892 milhões de dólares. A empresa é avaliada em 1,327 bilhão de dólares.

Em comunicado, a Petrobras também afirmou que manterá o controle de 33,6% da concessão de Rio Neuquen -- áreas com potencial de produção de gás natural na Bacia Neuquina, na Argentina -- e de 100% dos campos de gás natural de Colpa Caranda, na Bolívia.

Ainda nesta terça-feira, a estatal também disse que conclui a venda de 100% da distribuidora de combustíveis Petrobras Chile para a empresa de private equity Southern Cross Group por aproximadamente 490 milhões de dólares.

A operações fazem parte do programa de desinvestimentos da Petrobras para 2015-2019, anunciado em junho de 2015, que prevê 130,3 bilhões de dólares em venda de ativos. A conclusão do plano está sujeita à deliberação e aprovação pela Diretoria Executiva e pelo Conselho de Administração da Petrobras, além de órgãos reguladores.

As vendas ajudam a Petrobras, que tem sofrido com os baixos preços do petróleo, baixas contábeis e investigações de corrupção, a cumprir sua meta de obter ao menos 14 bilhões de dólares com desinvestimentos neste ano para reduzir a dívida.

Fonte: Veja

Nenhum comentário:

Postar um comentário