PUBLICIDADE



O deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) teve o mandato cassado por 450 votos, em sessão extraordinária ocorrida nesta segunda-feira (12). Somente dez deputados votaram a favor da permanência do mandato do peemedebista. Houve nove abstenções. O resultado põe fim a um processo que se arrastou na Casa por mais de 300 dias.

Cunha é acusado de embolsar propinas milionárias do petrolão, de ser correntista oculto de bancos na Suíça e de mentir aos colegas, o que configura quebra do decoro parlamentar, justamente por esse motivo, foi cassado. Ele estava afastado das funções há quatro meses por determinação do STF – que na ocasião indicou inclusive que uma eventual prisão do peemedebista não estava descartada.

Câmara cassa mandato do deputado Eduardo Cunha



O deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) teve o mandato cassado por 450 votos, em sessão extraordinária ocorrida nesta segunda-feira (12). Somente dez deputados votaram a favor da permanência do mandato do peemedebista. Houve nove abstenções. O resultado põe fim a um processo que se arrastou na Casa por mais de 300 dias.

Cunha é acusado de embolsar propinas milionárias do petrolão, de ser correntista oculto de bancos na Suíça e de mentir aos colegas, o que configura quebra do decoro parlamentar, justamente por esse motivo, foi cassado. Ele estava afastado das funções há quatro meses por determinação do STF – que na ocasião indicou inclusive que uma eventual prisão do peemedebista não estava descartada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário