PUBLICIDADE


Aprovada na quarta-feira pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) entre outra Resoluções a de n.º 624 que estabelece normas que regulamentam as autuações para som automotivo. As medidas começam a vigorar a partir da data da publicação no Diário Oficial da União.

A Resolução referente a som automotivo "institui autuação de condutor que for pego com som automotivo audível pelo lado externo do veículo, independente do volume ou frequência, e que perturbe o sossego público, em vias terrestres de circulação".

O agente de trânsito deverá registrar, no campo de observações do auto de infração, a forma de constatação do fato gerador da infração, que será considerada grave, acrescida de mais cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH), conforme estabelece o art. 228 do Código de Trânsito Brasileiro.

DEPENDENTES DE AUTORIZAÇÃO

A medida faz exceção a ruídos produzidos por buzinas, alarmes, sinalizadores de marcha-a-ré, sirenes pelo motor e demais componentes obrigatórios do próprio veículo, bem como veículos prestadores de serviço com emissão sonora de publicidade, divulgação, entretenimento e comunicação, desde que estejam autorizados por órgão ou entidade competente, além de veículos de competição e os de entretenimento público, que estejam permitidos a utilizar o som específico em locais de competição ou de apresentação estabelecidos pelas autoridades competentes.

Resolução do Contran impõe normas para uso de som automotivo


Aprovada na quarta-feira pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) entre outra Resoluções a de n.º 624 que estabelece normas que regulamentam as autuações para som automotivo. As medidas começam a vigorar a partir da data da publicação no Diário Oficial da União.

A Resolução referente a som automotivo "institui autuação de condutor que for pego com som automotivo audível pelo lado externo do veículo, independente do volume ou frequência, e que perturbe o sossego público, em vias terrestres de circulação".

O agente de trânsito deverá registrar, no campo de observações do auto de infração, a forma de constatação do fato gerador da infração, que será considerada grave, acrescida de mais cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH), conforme estabelece o art. 228 do Código de Trânsito Brasileiro.

DEPENDENTES DE AUTORIZAÇÃO

A medida faz exceção a ruídos produzidos por buzinas, alarmes, sinalizadores de marcha-a-ré, sirenes pelo motor e demais componentes obrigatórios do próprio veículo, bem como veículos prestadores de serviço com emissão sonora de publicidade, divulgação, entretenimento e comunicação, desde que estejam autorizados por órgão ou entidade competente, além de veículos de competição e os de entretenimento público, que estejam permitidos a utilizar o som específico em locais de competição ou de apresentação estabelecidos pelas autoridades competentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário