PUBLICIDADE



O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, afirmou nesta quinta-feira (10) que o novo marco regulatório do Pré-sal cria condições para atrair investimentos de diversas empresas nacionais e estrangeiras, com impacto positivo na geração de empregos no setor.

O projeto de lei, que desobriga a Petrobras de ser a operadora de todos os blocos de exploração no regime de partilha de produção, foi aprovado pelo plenário da Câmara dos Deputados, na última quarta-feira.

“[A medida] Abre oportunidade que os leilões possam acontecer com ou sem a participação da Petrobras, independentemente do seu apetite para novos investimentos. Diversas empresas nacionais e internacionais têm manifestado esse interesse, e o nosso objetivo maior é a atração e geração de emprego e renda na cadeia de óleo e gás no Brasil”, afirma o ministro.

Novo Pré-sal trará empregos e renda, diz ministro



O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, afirmou nesta quinta-feira (10) que o novo marco regulatório do Pré-sal cria condições para atrair investimentos de diversas empresas nacionais e estrangeiras, com impacto positivo na geração de empregos no setor.

O projeto de lei, que desobriga a Petrobras de ser a operadora de todos os blocos de exploração no regime de partilha de produção, foi aprovado pelo plenário da Câmara dos Deputados, na última quarta-feira.

“[A medida] Abre oportunidade que os leilões possam acontecer com ou sem a participação da Petrobras, independentemente do seu apetite para novos investimentos. Diversas empresas nacionais e internacionais têm manifestado esse interesse, e o nosso objetivo maior é a atração e geração de emprego e renda na cadeia de óleo e gás no Brasil”, afirma o ministro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário