PUBLICIDADE


Uma medida para tentar conter a violência dentro de Alcaçuz , maior presídio do Rio Grande Norte, que fica localizado em Nísia Floresta, na Grande Natal, a construção de um muro com contêineres que foi iniciada no último sábado com o intuito de separar integrantes das facções criminosas PCC e Sindicato do RN, paralisou e deve continuar só nesta terça-feira (24). (Foto: Reprodução/Fred Carvalho/G1)

Segundo informou a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Estado (Sesed), a operação foi interrompida pela necessidade de se montar um plano de operações para dá sequência ao trabalho.

No último final de semana em Alcaçuz. pelo menos 26 presos foram mortos durante invasão de um pavilhão. A Polícia Militar confirma que existe novos mortos dentro da unidade, mas não informou o número.

Construção de muro de contêineres deve continuar amanhã após plano de operações


Uma medida para tentar conter a violência dentro de Alcaçuz , maior presídio do Rio Grande Norte, que fica localizado em Nísia Floresta, na Grande Natal, a construção de um muro com contêineres que foi iniciada no último sábado com o intuito de separar integrantes das facções criminosas PCC e Sindicato do RN, paralisou e deve continuar só nesta terça-feira (24). (Foto: Reprodução/Fred Carvalho/G1)

Segundo informou a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Estado (Sesed), a operação foi interrompida pela necessidade de se montar um plano de operações para dá sequência ao trabalho.

No último final de semana em Alcaçuz. pelo menos 26 presos foram mortos durante invasão de um pavilhão. A Polícia Militar confirma que existe novos mortos dentro da unidade, mas não informou o número.

Nenhum comentário:

Postar um comentário