PUBLICIDADE


Peritos e necrotomistas do Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) recolheram neste sábado (21) na Penitenciária de Alcaçuz, na Grande Natal, partes de corpos de presos que podem ter sido assassinados durante as rebeliões no presídio durante a semana. De acordo com a direção da Instituto, partes foram encontradas nos pavilhões 2, 3 e 4.

Neste sábado (21), três equipes de peritos foram acionadas e se deslocaram para Alcaçuz, onde a Polícia Militar realiza uma intervenção. A missão é fazer uma varredura em busca de possíveis corpos.

A busca foi feita em setores onde não há presos. O Itep não informou detalhes sobre os materiais recolhidos.

Um veículo da Companhia de Águas e Esgoto (Caern) foi levado para Alcaçuz para atuar no esvaziamento de uma fossa onde possivelmente presos teriam jogado corpos de rivais assassinados.

Peritos recolhem mais partes de corpos na Penitenciária de Alcaçuz


Peritos e necrotomistas do Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) recolheram neste sábado (21) na Penitenciária de Alcaçuz, na Grande Natal, partes de corpos de presos que podem ter sido assassinados durante as rebeliões no presídio durante a semana. De acordo com a direção da Instituto, partes foram encontradas nos pavilhões 2, 3 e 4.

Neste sábado (21), três equipes de peritos foram acionadas e se deslocaram para Alcaçuz, onde a Polícia Militar realiza uma intervenção. A missão é fazer uma varredura em busca de possíveis corpos.

A busca foi feita em setores onde não há presos. O Itep não informou detalhes sobre os materiais recolhidos.

Um veículo da Companhia de Águas e Esgoto (Caern) foi levado para Alcaçuz para atuar no esvaziamento de uma fossa onde possivelmente presos teriam jogado corpos de rivais assassinados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário