PUBLICIDADE


A dois dias do início oficial do carnaval, muita gente já está ansiosa para a folia e com as fantasias prontas. Mas para que os dias de festa não terminam em dor de cabeça, o governo do Distrito Federal fez hoje (23) um alerta para que os foliões pulem e brinquem o carnaval com responsabilidade, evitando o excesso de álcool e o consumo de drogas.

Na Rodoviária do Plano Piloto, um dos locais mais movimentados da capital do país, servidores das secretarias de Justiça e da Saúde distribuíram cartilhas com orientações sobre o risco do consumo de drogas e 5 mil preservativos masculinos e femininos, além de óleos lubrificantes.

“Muitas pessoas vieram até nós pegar os preservativos, mas eles só recebiam após receber orientações de como utilizar e o porquê de usar. Todas as informações sobre as doenças sexualmente transmissíveis foram passadas previamente”, explicou o presidente do Conselho de Políticas sobre Drogas do DF, Rafael Conen.

Segundo ele, o objetivo da ação é conscientizar as pessoas para que elas evitem os excessos na folia de momo. “A intenção é fazer com que as pessoas evitem os abusos, o exagero, para que não ocorram situações devastadoras.”

Impactos do álcool
Durante a ação, além das orientações, também foram feitos testes para aferir os impactos do consumo de álcool na vida das pessoas. Após a análise de respostas dadas pelas pessoas a um questionário, psicólogos orientavam os entrevistados sobre a relação deles com a bebida.

“As pessoas respondiam a algumas perguntas e, ao final, um médico dava uma pontuação que correspondia a um diagnóstico sobre o problema que o álcool tem causado diretamente no cérebro e na vida social delas”, explicou Conen.

Além da mobilização de hoje, o governo do DF também vai montar stands em todos os locais onde estão previstas festas do carnaval.

Apesar de não ter um público-alvo específico, Rafael Conen ressaltou que há uma grande preocupação em atingir os mais jovens com a campanha. “Hoje dentro do conselho temos o objetivo principal de alertar os jovens. Esse público é estratégico para fazer uma prevenção mais forte justamente para evitar problemas maiores lá na frente.”

Agência Brasil

Campanha alerta para uso de álcool e drogas durante o carnaval


A dois dias do início oficial do carnaval, muita gente já está ansiosa para a folia e com as fantasias prontas. Mas para que os dias de festa não terminam em dor de cabeça, o governo do Distrito Federal fez hoje (23) um alerta para que os foliões pulem e brinquem o carnaval com responsabilidade, evitando o excesso de álcool e o consumo de drogas.

Na Rodoviária do Plano Piloto, um dos locais mais movimentados da capital do país, servidores das secretarias de Justiça e da Saúde distribuíram cartilhas com orientações sobre o risco do consumo de drogas e 5 mil preservativos masculinos e femininos, além de óleos lubrificantes.

“Muitas pessoas vieram até nós pegar os preservativos, mas eles só recebiam após receber orientações de como utilizar e o porquê de usar. Todas as informações sobre as doenças sexualmente transmissíveis foram passadas previamente”, explicou o presidente do Conselho de Políticas sobre Drogas do DF, Rafael Conen.

Segundo ele, o objetivo da ação é conscientizar as pessoas para que elas evitem os excessos na folia de momo. “A intenção é fazer com que as pessoas evitem os abusos, o exagero, para que não ocorram situações devastadoras.”

Impactos do álcool
Durante a ação, além das orientações, também foram feitos testes para aferir os impactos do consumo de álcool na vida das pessoas. Após a análise de respostas dadas pelas pessoas a um questionário, psicólogos orientavam os entrevistados sobre a relação deles com a bebida.

“As pessoas respondiam a algumas perguntas e, ao final, um médico dava uma pontuação que correspondia a um diagnóstico sobre o problema que o álcool tem causado diretamente no cérebro e na vida social delas”, explicou Conen.

Além da mobilização de hoje, o governo do DF também vai montar stands em todos os locais onde estão previstas festas do carnaval.

Apesar de não ter um público-alvo específico, Rafael Conen ressaltou que há uma grande preocupação em atingir os mais jovens com a campanha. “Hoje dentro do conselho temos o objetivo principal de alertar os jovens. Esse público é estratégico para fazer uma prevenção mais forte justamente para evitar problemas maiores lá na frente.”

Agência Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário