PUBLICIDADE


A ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva teve a morte cerebral confirmada nesta quinta-feira, 2. O cardiologista Roberto Kalil Filho, que atende a mulher do ex-presidente Lula, já tinha dito que o quadro dela era "irreversível".
O ex-presidente Lula usou as redes sociais para confirmar a informação e "agradecer as manifestações de carinho e solidariedade". Ainda, em homenagem a Dona Marisa, mudou a foto do perfil. 

A deputada Benedita da Silva (PT-RJ) anunciou o falecimento da ex-primeira-dama no plenário da Câmara, pedindo um minuto de silêncio. Em seguida, Miro Teixeira (Rede-RJ) pediu que fosse aprovada uma moção de condolência ao ex-presidente.

Marisa Letícia foi hospitalizada no último dia 24 de janeiro em decorrência de um AVC (Acidente Vascular Cerebral) hemorrágico. Ela passou mal em casa e foi levada para o hospital, onde recebeu os primeiros atendimentos. Em seguida, foi transferida para o Hospital Sírio Sírio Libanês, em São Paulo.

Ela teve o coma induzido, mas os médicos retiraram os sedativos após uma melhora no seu quadro clínico. Contudo, o estado dela piorou e eles voltaram a sedar a ex-primeira-dama.

O AVC foi provocado por um aneurisma, que já tinha sido diagnosticado, mas rompeu.

(Com o Jornal A Tarde)

Morre a ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva


A ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva teve a morte cerebral confirmada nesta quinta-feira, 2. O cardiologista Roberto Kalil Filho, que atende a mulher do ex-presidente Lula, já tinha dito que o quadro dela era "irreversível".
O ex-presidente Lula usou as redes sociais para confirmar a informação e "agradecer as manifestações de carinho e solidariedade". Ainda, em homenagem a Dona Marisa, mudou a foto do perfil. 

A deputada Benedita da Silva (PT-RJ) anunciou o falecimento da ex-primeira-dama no plenário da Câmara, pedindo um minuto de silêncio. Em seguida, Miro Teixeira (Rede-RJ) pediu que fosse aprovada uma moção de condolência ao ex-presidente.

Marisa Letícia foi hospitalizada no último dia 24 de janeiro em decorrência de um AVC (Acidente Vascular Cerebral) hemorrágico. Ela passou mal em casa e foi levada para o hospital, onde recebeu os primeiros atendimentos. Em seguida, foi transferida para o Hospital Sírio Sírio Libanês, em São Paulo.

Ela teve o coma induzido, mas os médicos retiraram os sedativos após uma melhora no seu quadro clínico. Contudo, o estado dela piorou e eles voltaram a sedar a ex-primeira-dama.

O AVC foi provocado por um aneurisma, que já tinha sido diagnosticado, mas rompeu.

(Com o Jornal A Tarde)

Nenhum comentário:

Postar um comentário