PUBLICIDADE


Sucesso na carreira de jogador, com passagem por clubes de grandes centros do futebol brasileiro e mundial, especialmente na Europa, onde pode mostrar o seu futebol defendendo as cores do Deportivo Tenerife (Espanha), o ex-atacante "Barata",  pode chegar a final do Campeonato Potiguar com o time do Assu, agora na condição de técnico da equipe.

O ex-jogador carnaubaense, esteve em campo na conquista do título do Camaleão em 2009, e uma vitória nesta quarta-feira (12) no comando técnico da equipe, no estádio Edgarzão (Assú) às 19h45 diante do América, pode deixar o time a um passo da final da competição e com a vaga garantida para disputar o Brasileiro da Série D no próximo ano.

O treinador comentou sobre a partida e sobre o fato histórico que pode marcar a sua carreira no clube, agora fora das quatro linhas. Para o jogo de logo mais, ele espera contar com o máximo de apoio do torcedor. “A cidade toda está empolgada, assim como aconteceu em 2009. Eu estive aqui naquele ano, fui campeão jogando pelo ASSU e agora tenho oportunidade de ser também como técnico. Quero resgatar aquilo que está adormecido. Lembro de uma torcida apaixonada em 2009, muito empolgada, e isso para o jogador traz uma motivação a mais”, disse.

Campeão em 2009 pelo Assu, Barata quer repetir feito como técnico


Sucesso na carreira de jogador, com passagem por clubes de grandes centros do futebol brasileiro e mundial, especialmente na Europa, onde pode mostrar o seu futebol defendendo as cores do Deportivo Tenerife (Espanha), o ex-atacante "Barata",  pode chegar a final do Campeonato Potiguar com o time do Assu, agora na condição de técnico da equipe.

O ex-jogador carnaubaense, esteve em campo na conquista do título do Camaleão em 2009, e uma vitória nesta quarta-feira (12) no comando técnico da equipe, no estádio Edgarzão (Assú) às 19h45 diante do América, pode deixar o time a um passo da final da competição e com a vaga garantida para disputar o Brasileiro da Série D no próximo ano.

O treinador comentou sobre a partida e sobre o fato histórico que pode marcar a sua carreira no clube, agora fora das quatro linhas. Para o jogo de logo mais, ele espera contar com o máximo de apoio do torcedor. “A cidade toda está empolgada, assim como aconteceu em 2009. Eu estive aqui naquele ano, fui campeão jogando pelo ASSU e agora tenho oportunidade de ser também como técnico. Quero resgatar aquilo que está adormecido. Lembro de uma torcida apaixonada em 2009, muito empolgada, e isso para o jogador traz uma motivação a mais”, disse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário