PUBLICIDADE


Está na pauta de julgamento desta terça-feira no Supremo Tribunal Federal (STF), o julgamento em definitivo do habeas corpus que garantiu a liberdade ao goleiro Bruno Fernandes, condenado pela morte de Eliza Samuudio. (Foto: reprodução/Internet)

O procurador-geral da República, Rodrigo Janto, encaminhou na semana passada ao Supremo um parecer pedindo a revogação da decisão que pois Bruno em liberdade. A liminar que permitiu a soltura do jogador foi concedida pelo ministro Marco Aurélio em fevereiro deste ano.

Apesar da possibilidade de retorno de Bruno a prisão, a defesa do goleiro não acredita na hipótese. Segundo o advogado do jogador, Lúcio Adolfo, Bruno está "apreensivo", mas confiante e aguarda o resultado.

Retorno do goleiro Bruno para prisão será decidido nesta terça pelo STF


Está na pauta de julgamento desta terça-feira no Supremo Tribunal Federal (STF), o julgamento em definitivo do habeas corpus que garantiu a liberdade ao goleiro Bruno Fernandes, condenado pela morte de Eliza Samuudio. (Foto: reprodução/Internet)

O procurador-geral da República, Rodrigo Janto, encaminhou na semana passada ao Supremo um parecer pedindo a revogação da decisão que pois Bruno em liberdade. A liminar que permitiu a soltura do jogador foi concedida pelo ministro Marco Aurélio em fevereiro deste ano.

Apesar da possibilidade de retorno de Bruno a prisão, a defesa do goleiro não acredita na hipótese. Segundo o advogado do jogador, Lúcio Adolfo, Bruno está "apreensivo", mas confiante e aguarda o resultado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário