PUBLICIDADE


Por determinação do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, o governo do estado e o Institututo de Previdência do RN (Ipern), terão que corrigir monetariamente os valores dos salários dos servidores pagos em atraso.

A decisão atendeu parcialmente a Mandado de Segurança impetrado pelo Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Direta do Estado do RN (Sinsp-RN). Cabe recurso.

Sobre a decisão, a assessoria de comunicação do governo disse que o Estado só vai se pronunciar quando for notificado. "Quando for, o pronunciamento vai ser através da Procuradoria Geral do Estado", acrescentou.

TJ determina que governo do RN corrija salários pagos com atraso a servidores


Por determinação do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, o governo do estado e o Institututo de Previdência do RN (Ipern), terão que corrigir monetariamente os valores dos salários dos servidores pagos em atraso.

A decisão atendeu parcialmente a Mandado de Segurança impetrado pelo Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Direta do Estado do RN (Sinsp-RN). Cabe recurso.

Sobre a decisão, a assessoria de comunicação do governo disse que o Estado só vai se pronunciar quando for notificado. "Quando for, o pronunciamento vai ser através da Procuradoria Geral do Estado", acrescentou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário