Inflação na Espanha supera os 10% e está em máximos de 1985



A taxa de inflação na Espanha superou a fasquia dos 10% no mês de junho, para 10,2%. A forte subida dos preços dos combustíveis e dos alimentos levou à maior variação da taxa anual de inflação desde abril de 1985.

Neste mês, os preços dos alimentos subiram 11% face a junho de 2021, o maior aumento em quase três décadas, segundo os dados divulgados esta quarta-feira pelo instituto de estatísticas espanhol.



A subida da taxa de inflação apenas não foi mais expressiva porque em meados de junho entrou em vigor o mecanismo ibérico que limita os preços do gás, no valor de 8,4 mil milhões de euros.

Mesmo sem contar com os preços de alimentos não transformados e dos combustíveis (indicador de inflação subjacente), a taxa de inflação foi de 5,5%, a maior variação anual desde 1993. A culpa foi do aumento dos preços nos alojamentos turísticos, refere o instituto espanhol, citado pelo jornal Cinco Días (acesso livre, conteúdo em espanhol).

Eco

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem