[VIDEO] Como presos usaram canos de sanitário para combinar fuga de presídio federal - PANORAMA DO ALTO

Últimas

Banner 728x90

terça-feira, 20 de fevereiro de 2024

[VIDEO] Como presos usaram canos de sanitário para combinar fuga de presídio federal

Foto: reprodução/FM 96

Os detentos Rogério da Silva Mendonça e Deibson Cabral Nascimento podem ter utilizado as idas ao banheiro do presídio federal de Mossoró para combinar a fuga ocorrida na semana. A informação é da presidente do Sindicato dos Policiais Penais do RN e integrante da Federação Nacional de Policiais Penais, Vilma Batista, em entrevista exclusiva ao Metendo a Colher, da 96 FM.

Apesar de já se saber, de forma aproximada, como ocorreu a fuga do presídio, ainda sem tem poucas informações sobre como os presos conseguiram se comunicar e fugir ao mesmo tempo. Afinal, além de ficarem em celas separadas, eles também seriam proibidos de se comunicar. "Os presos estavam em áreas isoladas e se comunicavam sim através sanitários, porque é comum os presos se comunicarem. Para quem não conhece, acha que é hilário, mas acontece sim", afirmou Vilma Batista.

Pelo que comentaram Silvio Henrique e Sérgio Costa, a tubulação que liga os vasos sanitários seria a forma de "telefone" para a dupla se comunicar. Lembrando que, em caso de presídios, a água dos canos é liberada só em determinados momentos do dia. Em outros, não haveria água, facilitando essa "comunicação".

Integrante da Federação Nacional dos Policiais Penais, Vilma Batista também destacou que não houve corrupção e sim uma sequência de falhas (estrutural e humana), que resultaram na fuga. Inclusive, a sindicalista destacou as informações que já haviam chegado ao Ministério da Justiça, apontando falhas na estrutura, e que não foram corrigidas.

"Não houve corrupção. O que houve foi uma falha estrutural e também humana. O que queremos é que seja apurada apurado não só essa falha humana, como também dessas autoridades, que saibam que não tinham condição de colocar presos naquele presídio", afirmou Vilma Batista.

FUGA PRISIONAL

Os dois presos que fugiram da penitenciária federal de Mossoró (RN) escaparam pela luminária da cela e tiveram acesso a ferramentas usadas na reforma pela qual a unidade passa. Rogério da Silva Mendonça e Deibson Cabral Nascimento fugiram da prisão de segurança máxima na madrugada de quarta (14).

É a primeira vez que um presídio federal registra uma fuga. Cerca de 300 agentes atuam na captura de Rogério e Deibson. Além da unidade no Nordeste, o país tem quatro outros presídios federais — Brasília (DF), Porto Velho (RO), Campo Grande (MS) e Catanduvas (PR).

VÍDEO




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores.