Ticker

6/recent/ticker-posts

Mario Vargas Llosa: ‘jamais votaria em Lula’

Escritor vencedor do Nobel de literatura vê o petista ligado à corrupção e diz que brasileiro corrompeu presidentes no Peru





Um dos intelectuais latino-americanos mais críticos à esquerda da região, o escritor Mario Vargas Llosa disse que torce contra a eleição de Lula (PT) no Brasil, argumentando que o ex-presidente está “muito associado à corrupção”.

Prêmio Nobel de literatura em 2010, o peruano de 86 anos comentou a eleição brasileira em entrevista à Folha de S.Paulo. Vargas Llosa disse não ter entusiasmo pela figura do atual presidente Jair Bolsonaro (PL), mas vê Lula como uma opção mais perigosa para o país.

“Digamos que não tenho muita simpatia por Bolsonaro. Com sua posição sobre as vacinas, ele provocou uma verdadeira catástrofe no Brasil. Além disso, tem uma certa vocação pela palhaçada, não?”, afirmou.

“Mas Lula… No Peru, temos quatro presidentes com processos na Justiça (em casos ligados à Operação Lava Jato). Em grande parte, todos eles foram vítimas de Lula, pois ele utilizava, digamos, a Presidência para corromper os governantes latino-americanos. No Peru, causou estragos.”

Segundo a delação da empreiteira Odebrecht, que motivou processos judiciais no Peru, havia um esquema de pagamento de propina no país vizinho a pedido do PT, em troca de benefícios em licitações e superfaturamento de projeto. Lula foi citado na delação, mas nunca acusado formalmente por esses casos.

“Então, não gostaria de estar na situação de ter que escolher entre Lula e Bolsonaro. Mas realmente jamais votaria em Lula. Ele foi um homem que corrompeu profundamente. Podemos dizer que os dirigentes peruanos se deixaram corromper, mas Lula cumpriu uma função muito negativa no Peru”, analisou o escritor.

Sobre Vargas Llosa

Nascido em 1936, no Peru, Vargas Llosa se naturalizou espanhol em 1993 e vive em Madri há algumas décadas. Considerado um dos últimos remanescentes de uma cultuada geração de escritores latino-americanos, contemporâneo do colombiano Gabriel García Márquez, o peruano acumula grandes sucessos na carreira.

Entre os livros mais conhecidos do escritor estão A Festa do Bode e Pantaleão e as visitadoras. O peruano naturalizado espanhol venceu o Nobel de literatura em 2010.

Simpatizante do comunismo na juventude, Vargas Llosa acabou migrando para o liberalismo ao longo da vida e se aventurou na política. Em 1990, o escritor concorreu à Presidência do Peru, mas acabou derrotado por Alberto Fujimori, que posteriormente teve de fugir do país e depois foi condenado por diversos crimes.

Revista Oeste

Reactions

Postar um comentário

0 Comentários